Showing all 6 results

CCCM - LivrosOut Of Stock

A Presença Inglesa e as Relações Anglo-Portuguesas em Macau (1635-1793)

Após a fundação da Companhia das Índias, em 1600, a Inglaterra inicia o longo processo de expansão comercial e colonial na Ásia, entrando os objectivos comerciais dos mercadores norte-europeus em confronto com os interesses portugueses no Oceano Índico e no Extremo-Oriente, nomeadamente na China e no Japão. A edilidade local de Macau, sobretudo a partir do fim do comércio com Nagasáqui, tenta, a todo o custo, defender o seu monopólio comercial no Império do Meio.
A partir de 1700 a presença inglesa torna-se permanente no eixo Macau-Cantão, forçando as adminstrações lusas e chinesas a adptarem-se a essa nova realidade, enquanto a economia de Macau se torna gradualmente dependente da presença (indesejada) dos sobrecargas e agentes comerciais ingleses, cujo volume de comércio rapidamente ultrapassa o do trato português. As relações anglo-portuguesas na China Meridional acabam por influenciar a interacção do Senado e do governador de Macau com o mandarinato e forçam os primeiros a defender quer os seus interesses, quer a sobrevivência da cidade em quatro frentes: Goa, Cantão/Pequim, Lisboa e Londres. O presente estudo consiste num historial da presença inglesa inicialmente no Oceano Índico, na senda dos portugueses, e posteriormente no Extremo Oriente, mais especificamente em Macau, entre 1635 e 1793, e ainda no Japão, entre 1613-1623, de onde os ingleses tentam estabelecer, em vão, comércio directo com a China.
Do cruzamento de um amplo conjunto de fontes inglesas, portuguesas e chinesas surge uma imagem multidimensional da presença britânica no enclave luso-chinês durante os séculos XVII e XVIII, cuja marca é ainda hoje visível na paisagem humana da cidade, nomeadamente na Casa Garden, no cemitério e na capela protestante. Os materiais de arquivo estudados permitem, assim, reconstruir quer os primeiros frutos do China trade, as tentativas de estabelecimento da Companhia das Índias na China, em busca de uma “Macau of its own”, e o consequente aumento da influência inglesa em Macau, quer as relações dos sobrecargas da Companhia com as autoridades portuguesas e chinesas sobretudo na segunda metade do século XVIII, até à data da primeira embaixada inglesa a Pequim, que contribui para a mudança da imagem da China na Europa e da estratégia inglesa no delta do rio das Pérolas.

Autor: Rogério Miguel Puga

ISBN: 978-989-955-634-8
Editores: CCCM – CHAM
Edição: Lisboa, 2009 | Idioma: Português | Nº Páginas: 207
Dimensões: 240x173x15 mm

CCCM - LivrosOut Of Stock

Diálogo sobre a Missão dos Embaixadores Japoneses à Cúria Romana, Tomos I e II

Impresso em latim, em 1590, no “porto de Macau do Reino da China”, esta obra de Duarte de Sande, S.J. (1547-1599) é um dos tesouros da história cultural de Macau e das Relações Interculturais da Europa com a China e o Japão.
Esta edição bilingue (latim/português), com a tradução portuguesa de Américo Costa Ramalho e de Sebastião Tavares Pinho, Professores Catedráticos da Universidade de Coimbra, é uma co-edição entre o Centro Científico e Cultural de Macau, I.P. e a Imprensa da Universidade de Coimbra

Prefácio, tradução e comentário por: Américo da Costa Ramalho e estabelecimento do texto latino de Sebastião Tavares de Pinho

ISBN: 978-989-807-472-0
Editores: CCCM – IUC
Edição: Coimbra, 2009 | Idioma: Latim/Português | Nº Páginas: 790 (2 volumes)
Dimensões: 175x248x25 mm
Peso: 820 g (cada volume)

Fontes Para a História de Macau no séc. XVII

20,00

Com este conjunto de fontes para a história de Macau na década de 20 de Seiscentos, privilegiam-se dois núcleos documentais, que pela sua natureza, se encontram relacionados no curto, mas riquíssimo espaço de tempo considerado. É o caso dos documentos seleccionados, quer da colecção “Jesuítas na Ásia” da Biblioteca da Ajuda, inequívoco fio de prumo para o estudo da missionação portuguesa na Ásia e da história de Macau, quer dos “Papeis de D. Francisco Mascarenhas” da Biblioteca e Arquivo Distrital de Évora, relativos ao mandato daquele que foi o seu primeiro Capitão Geral. Um conjunto de documentos, fundamentais para a compreensão da história de Macau entre 1621 e 1627.

Edição de: Elsa Penalva e Miguel Lourenço

ISBN: 9789728586157
Editores: CCCM
Edição: Lisboa, 2009 | Idioma: Português | Nº Páginas: 424
Dimensões: 230x150x28 mm
Peso: 686 g

Macau During the Ming Dynasty

30,00

The history of the first hundred years of Macau, between the mid 16th and mid 17th centuries, raises fascinating challenges.
Macau´s emergence between 1555 and 1557 resulted from the encounter of the traditional international maritime world of the China seas with the newfound Portuguese presence. It offered an alternative solution to the official tributary trade of Ming China and the informal private pirate trade.
A port city with a complex status gathered strenght over the following decades. A city with international port services that had key economic and cultural functions.

Edição de: Luís Filipe Barreto

ISBN: 978-972-858-614-0
Editores: CCCM – FCT
Edição: Lisboa, 2009 | Idioma: Inglês | Nº Páginas: 311
Dimensões: 250x180x23 mm
Peso: 732 g

Nas Partes da China

15,00

A colectânea Nas partes da China reúne um conjunto alargado de textos que foram sendo produzidos e, maioritariamente, publicados em revistas especializadas ou em actas de reuniões académicas, em resposta a solicitações de natureza variada. Todos eles, em geral, abordam aspectos do relacionamento dos portugueses com a Ásia Oriental nos séculos XV a XVII, seja explorando ideias e notícias que circulavam em Portugal sobre aquelas longínquas paragens, seja abordando momentos de contacto luso-asiático directo com a China, com o Japão ou com outras áreas geográficas circundantes, seja ainda explorando actividades e escritos de alguns dos protagonistas europeus desse relacionamento.

Autor: Rui Manuel Loureiro

ISBN: 978-972-858-616-4
Editores: CCCM – FCT
Edição: Lisboa, 2009 | Idioma: Português | Nº Páginas: 373
Dimensões: 230x150x25 mm
Peso: 610 g

Tomás Pereira (1646-1708). Um Jesuíta na China de Kangxi (Catálogo de Exposição)

35,00

Tomás Pereira, S.J. (1646-1708) é pouco conhecido pela comunidade académica e um quase anónimo na memória e identidade colectivas dos portugueses e de outros europeus. Este catálogo de exposição contribui para alterar este quase vazio.
Fruto de um trabalho colectivo, em especial da equipa de investigadores do CCCM composta pela Prof. Doutora Ana Cristina da Costa Gomes, Doutora Isabel Murta Pina e Mestre Pedro Lage Correia, este catálogo apresenta todo um novo horizonte documental e problemático. Novos dados e novos temas que permitem acompanhar a vida e a obra deste Jesuíta português que é um dos estrangeiros na corte de Kangxi.

Autor: Jorge Santos Alves e outros

ISBN: 978-972-858-613-3
Editores: CCCM
Edição: Lisboa, 2009 | Idioma: Português e Inglês | Nº Páginas: 432
Dimensões: 305x245x15 mm
Peso: 1200 g